A Autoridade de Saúde dos Açores elevou hoje para 63 o número de casos positivos de covid-19 na região, com três novos infetados em São Miguel, dois na Terceira e um na Graciosa.

No comunicado diário, a Autoridade de Saúde Regional informa que, em São Miguel, foram diagnosticadas três mulheres de 23, 45 e 48 anos, “profissionais de saúde, que estiveram em contacto com um caso positivo”.

Na ilha Terceira, um dos casos positivos é de uma mulher de 50 anos e o outro um homem de 25 anos, “na sequência de contacto com um caso positivo”, de acordo com a Autoridade Regional de Saúde.

Na Graciosa, foi diagnosticada uma mulher de 58 anos “do mesmo agregado familiar dos dois casos reportados na quarta-feira” naquela ilha.

A Autoridade de Saúde dos Açores adianta ainda que “todos” estes novos casos “apresentam situação clínica estável e estão, de momento, no domicílio”.

Estes casos estão a ser acompanhados pelas delegações de saúde concelhias, estando em curso os procedimentos definidos para caso confirmado e de vigilância de contactos próximos.

Até à data, foram detetados na região 63 casos positivos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, sendo 28 em São Miguel, 11 na ilha Terceira, 3 na Graciosa, 7 em São Jorge, 9 no Pico e 5 no Faial.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 940 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 47 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 180.000 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 508 mil infetados e mais de 34.500 mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 13.155 óbitos em 110.574 casos confirmados até quarta-feira.

Em Portugal, segundo o balanço da pandemia da covid-19 feito na quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes, mais 27 do que na véspera (+16,9%), e 8.251 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 808 em relação a terça-feira (+10,9%).

Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Lusa/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados