O Governo dos Açores anunciou hoje o prolongamento da situação de contingência no arquipélago, devido ao surto de covid-19, até 30 de abril.

O executivo, que se reuniu por videoconferência na segunda-feira, diz que, ouvida a Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores, foi decidido “declarar a prorrogação da situação de contingência” no arquipélago até 30 de abril, “não sendo de excluir a prorrogação deste prazo ou a passagem à fase seguinte prevista no Regime Jurídico do Sistema de Proteção Civil da Região Autónoma dos Açores”.

A passagem do estado de alerta ao estado de contingência havia sido definida inicialmente em 13 de março, com duração até ao dia 31.

A Lei de Base de Proteção Civil prevê vários níveis de intervenção, designadamente o estado de alerta, estado de contingência e estado de calamidade.

Foram também renovadas “todas as medidas preventivas, recomendações, orientações, circulares e deliberações já decretadas a este propósito pelo Governo Regional e pela Autoridade de Saúde Regional”.

Os Açores têm até agora 47 casos confirmados da covid-19 (18 em São Miguel, nove na Terceira, oito no Pico, sete em São Jorge e cinco no Faial), sendo que 10 pessoas estão internadas nos três hospitais da região, mas apenas um está na unidade de cuidados intensivos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 750 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 36 mil.

Dos casos de infeção, pelo menos 148.500 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Lusa/Rádio Faial | Foto: GOV