O Município da Horta quer continuar a liderar o ranking dos Municípios dos Açores com mais investimento realizado na área ambiental. Para isso, a Câmara Municipal defende um concelho mais limpo e amigo do ambiente a par de melhores condições de trabalho para os trabalhadores afetos aos resíduos, na autarquia.
Esta quinta-feira, a Câmara Municipal introduziu, no circuito de recolha de resíduos indiferenciados, uma nova viatura, de maior capacidade, que complementa outras duas, já em funcionamento, de 7 m3 para percursos mais estreitos no interior da cidade, e elétrica multifunções, que opera o sistema de monda térmica.
O investimento, na ordem dos 240 mil euros, refere José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta, decorreu da candidatura do projeto “Requalificação do Sistema de Recolha e Valorização de Resíduos do Município da Horta”, financiado em 85% pelo Programa Operacional Açores 2020, e permite, rentabilizar percursos e modernizar a frota da autarquia, na área dos resíduos.
“Estes investimentos são importantes, ainda mais agora que estamos perante desafios novos colocados pela pandemia”, alerta o Presidente da Câmara, recordando que “a recolha e tratamento que damos aos nossos resíduos são também uma peça fundamental no combate à pandemia”
Neste sentido, insiste José Leonardo Silva, “Apelo a que os nossos munícipes colaborem connosco nesta área, evitando depositar resíduos no exterior dos contentores e tendo especial cuidado na selagem dos sacos de lixo para que todos sejamos responsabilizados pela saúde de todos”.
Nesta área e em linha com estas preocupações, depois das ações de desinfeção realizadas na Escola Básica e Integrada da Horta, na Escola Secundária Manuel de Arriaga e em edifícios municipais, a autarquia socorre-se dos investimentos realizados e tenciona intensificar as ações de desinfeção de tampas, pegas e contentores do lixo, para prevenir, também nesta área, potenciais contágios.
O Município conta, igualmente, já no próximo mês de fevereiro, implementar o uso de novos fardamentos nos serviços da autarquia, para garantir maior proteção aos seus trabalhadores, decorrendo, desde o ano transato, ações de formação internas a incidir no correto uso de equipamentos de proteção individual.
CMH/Rádio Faial | Foto: CMH