O Presidente da Câmara Municipal da Horta reuniu esta quinta-feira, em Lisboa, com o Secretário de Estado Adjunto das Comunicações, Alberto Souto de Miranda.

Em cima da mesa esteve o estudo prévio elaborado pela Câmara Municipal da Horta, relativo à ampliação da Pista do Aeroporto da Horta, que se encontra em análise no Ministério das Infraestruturas.

Depois de uma avaliação feita pela ANAC – Autoridade Nacional de Aviação Civil ao estudo apresentado pela Câmara Municipal em 2017, conclui aquela entidade que “a proposta apresentada pelo estudo prévio, em análise, é uma excelente contribuição no sentido de serem resolvidos não só o desvio às especificações da EASA, mas também de redução significativa dos riscos da operação atualmente existentes, com a ampliação da pista”.

No encontro mantido na passada quinta-feira em Lisboa, José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta, manifestou a total disponibilidade da autarquia e do seu Grupo de Trabalho em cooperar com o Ministério das Infraestruturas, passando, por isso a integrar, uma equipa de trabalho pluridisciplinar, que abrange o concessionário ANA e a própria ANAC, no sentido de atingir uma solução técnica em conformidade com a regulamentação europeia.

José Leonardo Silva defendeu, por isso, na reunião mantida, que “se deve congregar sinergias e esgotar todos os esforços para concretizar um investimento que possua todas as potencialidades necessárias para dar resposta às ambições que o Faial têm ao nível da melhoria das suas acessibilidades, que incluem a imprescindível ampliação da pista”.

Por essa razão, o autarca propôs ao Secretário Adjunto das Comunicações “a utilização de fundos europeus para a realização do aumento da pista do Aeroporto da Horta como a melhor solução, complementando o investimento próprio e já previsto utilizar por parte da ANA”.

“Este é um processo complexo, como todos compreenderão, mas no qual a Câmara Municipal tem depositado muito empenho no trabalho feito e nos inúmeros contactos desenvolvidos, que inclui o trabalho conjunto de inúmeras entidades desde o Governo da República, o Governo Regional dos Açores, aos deputados regionais e na Assembleia da República e toda a sociedade civil faialense que vê neste investimento uma prioridade para o desenvolvimento da sua ilha”, concluiu.

CMH/Rádio Faial | Foto: CMH