O concelho da Povoação é um dos seis municípios da ilha de São Miguel onde foi hoje decretado um cordão sanitário devido à transmissão local de coronavírus, é um município com seis freguesias e uma população de pouco mais de seis mil habitantes.

O responsável pela Autoridade de Saúde Regional dos Açores, Tiago Lopes, declara que os termos do cordão sanitário são semelhantes aos do caso de Ovar, ficando a população confinada ao espaço geográfico do concelho, sendo os acessos controlados por parte de agentes da PSP.

O responsável explicou que haverá lugar à adoção de “medidas específicas” para a Povoação “em todo semelhantes ao que foi aplicado em Ovar”, havendo “restrições à circulação na via pública”, sendo que “alguns dos serviços irão ser encerrados”, permanecendo abertos “alguns serviços essenciais”.

O presidente da Câmara da Povoação, considerou hoje que, a criação de um cordão sanitário no concelho é “a forma mais correta” de atuar face aos casos de covid-19 no município. “Se isso por um lado pode ser difícil porque há aqui o fecho de muitas empresas, por outro lado é o tratar de uma situação que nos está a pôr a todos em perigo e que dessa forma é a forma mais correta no momento de atuar”, disse à Lusa Pedro Melo.

Pedro Melo destacou ainda que se atuou de “forma rápida” no controlo das entradas e saídas do concelho, com o objetivo de conter a propagação do vírus, não existindo, por isso, motivos para alarmismos. “Nós estamos a ver o que está a acontecer pelo mundo fora e esta medida foi tomada hoje precisamente com a preocupação de nós não permitirmos a propaganda do vírus”, assinalou.

Lussa/RP/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados