Uma semana depois da Câmara Municipal da Horta ter anunciado a aquisição de equipamentos informáticos para os estudantes das escolas do concelho, em maior dificuldade financeira e agora em ensino à distância devido ao encerramento forçado das escolas face à pandemia por Covid-19, começaram a ser distribuídos, esta segunda-feira, pelos vários níveis de ensino do concelho e pelos alunos do ensino especial, cerca de 60 equipamentos informáticos e ativados acessos internet móvel a quem deles carecia.

Com a aquisição dos 60 equipamentos, a Câmara Municipal da Horta garante, assim, uma oferta total de 80 equipamentos, em uso pela comunidade escolar, que inclui 10 tablets para os alunos do ensino especial da Escola Básica e Integrada da Horta, e a utilização dos 10 computadores que se encontravam afetos ao Espaço TIC, instalado na Escola Secundária Manuel de Arriaga.

Os equipamentos recém-adquiridos serão agora entregues aos alunos, a título de empréstimo, de acordo com as necessidades identificadas pelas escolas e, futuramente, reutilizados em projetos educativos e sociais.

Para José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta, “os alunos que têm maior dificuldade estão abrangidos por esta medida, incluindo o ensino especial, de acordo com o contacto que tem vindo a ser realizado com os conselhos executivos e com o CDIJ da Apadif, que foi abrangido por esta medida”.

“Este é um desafio novo, mas o mais importante não são os oportunismos partidários, o mais importante é tomar decisões para chegar às pessoas e garantir igualdade de oportunidade para todos”, salientou José Leonardo Silva, classificando este momento, como mais um dos inúmeros desafios que a ilha e o concelho tem sabido ultrapassar, desde o Sismo de 1998, a Crise económica e financeira provocada pelo colapso da banca e, mais recentemente, os estragos provocados pelo Furacão Lorenzo.

CMH/Rádio Faial | Foto: CMH