O grupo parlamentar do PSD/Açores questionou hoje o Governo Regional (PS) sobre a retoma da operação de transporte marítimo nas ilhas do Triângulo (Pico, Faial e São Jorge), assegurada pela empresa Atlânticoline, mas suspensa devido à covid-19.

Numa nota enviada às redações, o PSD/Açores informa que os deputados sociais-democratas eleitos pelas ilhas do Faial, Pico e São Jorge entregaram na Assembleia Regional um requerimento onde questionam o executivo liderado por Vasco Cordeiro sobre a retoma do transporte marítimo nas designadas ilhas do Triângulo realizado pela empresa açoriana de transportes marítimos Atlânticoline.

Aqueles deputados entendem “que está na hora de planear e retomar o transporte marítimo no Triângulo, naturalmente com responsabilidade e com regras rigorosas que procurem assegurar e proteger a saúde de todos os intervenientes”.

“Compreensivelmente, as medidas de prevenção e de contenção da pandemia de covid-19 obrigaram, também neste domínio, a alterações substanciais da operação”, reconhecem.

Face ao “quadro epidemiológico atual, em que há várias semanas não surgem novos casos positivos” naquelas três ilhas, “está na altura de restabelecer, com os devidos cuidados, o transporte marítimo nestas ilhas”, defendem todavia os parlamentares.

O deputado Luís Garcia, um dos subscritores do requerimento, considera que, “nesta fase de desconfinamento social e da atividade económica”, é “essencial que, especialmente os agentes económicos, conheçam o planeamento e a previsibilidade da operação”, tendo em conta que “o transporte marítimo assume um significado muito próprio e uma importância acrescida, em termos sociais e económicos, nas ilhas” em questão.

No requerimento, os deputados do PSD/Açores questionam ainda o Governo açoriano sobre os eventuais critérios que impedem a reabertura das ligações marítimas entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge e sobre o prolongamento do ‘lay-off’ na Atlânticoline.

A empresa de transportes marítimos açoriana recorreu, a partir de 01 de maio,”à figura de ‘lay-off’ temporário simplificado para fazer face ao atual contexto de crise pandémica, estando suspensas as ligações marítimas regulares de passageiros e viaturas entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge, mas mantém-se o transporte de carga e o transporte de “casos de força maior, desde que devidamente autorizados pela Autoridade de Saúde Regional”.

Também devido à pandemia, o Conselho do Governo dos Açores suspendeu a operação sazonal de verão do transporte marítimo de passageiros e viaturas entre as ilhas do arquipélago, que será retomada em 2021.

Até ao momento, já foram detetados na região um total de 146 casos de infeção, verificando-se 121 recuperados, 16 óbitos e apenas nove casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, oito na ilha de São Miguel e um na ilha do Pico.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 343 mil mortos e infetou mais de 5,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de dois milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.316 pessoas das 30.623 confirmadas como infetadas, e há 17.549 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Lusa/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados