A empresa Porto dos Açores tem vários trabalhadores infetados com covid-19, revelou hoje o diretor regional da Saúde, sem precisar quantos, tendo fonte do Governo Regional adiantado à Lusa que serão cerca de 30.

“Tive conhecimento, há pouco, que, de facto, está a decorrer uma testagem por opção da Porto dos Açores, tendo sido identificados alguns casos positivos. Ainda não sei quantos são. Aguardo por números finais desta operação, mas obviamente que qualquer situação nos preocupa sempre que há testagens e são encontrados casos que não estão ligados a outros anteriormente verificados”, declarou aos jornalistas Berto Cabral, na Ribeira Grande.

A empresa de capitais públicos Portos dos Açores gere as infraestruturas portuárias das diferentes ilhas dos Açores e, afetos ao porto de Ponta Delgada, onde se regista o surto, estão cerca de 120 operacionais e administrativos, tendo os trabalhadores vindo a ser testados quinzenalmente por iniciativa da empresa.

O diretor regional da Saúde adiantou que ainda não tinha tido oportunidade de falar com a administração da Portos dos Açores, desconhecendo o “plano de contingência e a opção tomada pela empresa, tendo em conta a dimensão que o problema possa ter”.

Fonte do gabinete do secretário regional de Saúde declarou à Lusa, após estas declarações, que são cerca de trinta os trabalhadores infetados e que o departamento governamental e a administração da empresa estão em contacto por forma a serem adotadas medidas.

A agência Lusa tentou contactar com a administração da Portos dos Açores, mas sem sucesso.

Os Açores detetaram, nas últimas 24 horas, 41 novos casos de covid-19, todos na ilha de São Miguel, e há ainda a assinalar 155 recuperações.

No seu comunicado diário, a entidade adianta que, entre os doentes detetados em São Miguel, 23 foram identificados no âmbito dos rastreios em massa realizados nas freguesias de Rabo de Peixe (19) e Ponta Garça (quatro).

Nas últimas 24 horas, foram “realizadas 2.685 análises nos laboratórios de referência da região, nos laboratórios privados com convenção, no Serviço Regional de Saúde, por via dos testes rápidos (rastreios em massa) e no laboratório do Polo da Terceira da Universidade dos Açores”, acrescenta a Autoridade de Saúde dos Açores.

Os Açores têm atualmente 643 casos positivos ativos de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, dos quais 621 em São Miguel, 16 na Terceira, quatro nas Flores, um no Faial e um no Pico.

Em Portugal, morreram 9.686 pessoas dos 595.149 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Lusa/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados