O Conselho de Governo deliberou hoje, numa reunião extraordinária dedicada em exclusivo ao surto de Covid-19, a suspensão das autorizações para atracagem de cruzeiros e iates nos portos e marinas da região, salvo os casos “devidamente autorizados” pela autoridade de saúde. Contudo, mesmo estes têm de garantir que “não desembarcam passageiros” em terra.

“A proteção de todos começa com a proteção de cada um”, concretizou o chefe do executivo açoriano.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.000 mortos e cerca de 120 mil pessoas infetadas em cerca de uma centena de países. Mais de 63 mil pessoas recuperaram.

Portugal regista 59 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou hoje a doença Covid-19 como pandemia, justificando a decisão com os “níveis alarmantes de propagação e inação”.

RP/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados